Sabe-se que a moda não é unicamente uma linha aceita pelo mercado para se produzir roupas, mas toda uma forma exclamativa para uma postura urbana, que envolve toda uma cultura além da indumentária. Possivelmente o exemplo mais característico desse pensamento está nos punks entre os anos 80 e 90, que revolucionaram o conceito estético com uma vestimenta caótica e niilista representando o fim de todo ideal e a busca de um novo mundo, dada a sua contextualização política.
O tempo passou, a ordem mundial se alterou drasticamente uma ou duas vezes desde os anos 90 e então cá estamos em nossa era por vezes apática ou frívola com, por vezes, uma boa lufada de ar fresco. Uma dessas brisas é o novo conceito que o estilista Jefferson Kulig trouxe, primeiramente em seu projeto para a internet uma união de tudo o que a moda representa, conectando-se a diversas redes sociais, além de estar preparando muito mais.
O objetivo é trazer não somente informações críticas sobre moda, além de permitir a interação imediata do usuário, mas também tudo o que é imediatamente circunvizinho da moda tais como design, cultura, música, artes plásticas e visuais e outras informações em diversos sites agregadores conectados entre si. O projeto não pára por aí, prevendo para o futuro próximo a construção de um portal agregador entre outras diversas facilidades.
Jefferson Kulig já é conhecido por ter envolvimento com materiais, conceitos e parcerias científicas com diversas tecnologias inovadoras, e promete seguir essa concepção tecnológica expandindo a forma como a moda é compreendida no cenário nacional.
VOCÊ USA ROUPA OU DESIGN!

Sabe-se que a moda não é unicamente uma linha aceita pelo mercado para se produzir roupas, mas toda uma forma exclamativa para uma postura urbana, que envolve toda uma cultura além da indumentária. Possivelmente o exemplo mais característico desse pensamento está nos punks entre os anos 80 e 90, que revolucionaram o conceito estético com uma vestimenta caótica e niilista representando o fim de todo ideal e a busca de um novo mundo, dada a sua contextualização política.

O tempo passou, a ordem mundial se alterou drasticamente uma ou duas vezes desde os anos 90 e então cá estamos em nossa era por vezes apática ou frívola com, por vezes, uma boa lufada de ar fresco. Uma dessas brisas é o novo conceito que o estilista Jefferson Kulig trouxe, primeiramente em seu projeto para a internet uma união de tudo o que a moda representa, conectando-se a diversas redes sociais, além de estar preparando muito mais.

O objetivo é trazer não somente informações críticas sobre moda, além de permitir a interação imediata do usuário, mas também tudo o que é imediatamente circunvizinho da moda tais como design, cultura, música, artes plásticas e visuais e outras informações em diversos sites agregadores conectados entre si. O projeto não pára por aí, prevendo para o futuro próximo a construção de um portal agregador entre outras diversas facilidades.

Jefferson Kulig já é conhecido por ter envolvimento com materiais, conceitos e parcerias científicas com diversas tecnologias inovadoras, e promete seguir essa concepção tecnológica expandindo a forma como a moda é compreendida no cenário nacional.

Compartilhe a natureza!