Hoje a concepção de ser moderno é: “Estar feliz com o que se faz diariamente”. Ter a expectativa de que o nosso trabalho deveria nos fazer felizes, e estar no centro de nossas vidas e de nossas ambições.
Em uma nova maneira de pensar, Jefferson – que sempre aplicou as inovações tecnológicas em suas coleções – tanto na forma de pensamento, como na forma de criar o maior conforto e beleza em suas peças, agora também amplia seu próprio conceito, com tal liberdade, para que você repense seus valores em relação ao trabalho.
Tal idéia é baseada no estudo sobre o trabalho, tais como o do filósofo suíço naturalizado inglês Alain de Botton, que recentemente publicou o livro: “Os prazeres e desprazeres do trabalho”.

min_dc_led_light2

Hoje a concepção de ser moderno é: “Estar feliz com o que se faz diariamente”. Ter a expectativa de que o nosso trabalho deveria nos fazer felizes, e estar no centro de nossas vidas e de nossas ambições.

Em uma nova maneira de pensar, Jefferson – que sempre aplicou as inovações tecnológicas em suas coleções – tanto na forma de pensamento, como na forma de criar o maior conforto e beleza em suas peças, agora também amplia seu próprio conceito, com tal liberdade, para que você repense seus valores em relação ao trabalho.

Tal idéia é baseada no estudo sobre o trabalho, tais como o do filósofo suíço naturalizado inglês Alain de Botton, que recentemente publicou o livro: “Os prazeres e desprazeres do trabalho”.

Para conhecer como esse conceito foi aplicado na prática, clique em Personal Stylist no menu acima ou acesse jeffersonkulig.com.br.

Compartilhe a natureza!