Na vila Teguidda-n-Tessoumt vivem 50 famílias que supervisionam a histórica produção de sal da região. A vila inteira é marcada por centenas de lagoas e, por conta do deserto do Sahara, o sal não vem do mar, mas é extraído da argila. Os homens retiram a argila, depositando-as em lagoas de decantação. A água salgada é retirada por um calabash (utensílio feito a partir da casca de uma cabaça) e levada para as lagoas de evaporação menores. A função das mulheres é remover os cristais de sal das lagoas de evaporação, e depois limpá-las. As crianças monitoram o processo de secagem. A maior parte do sal, é vendido nos mercados das cidades maiores na orla do deserto. O sal bruto não é usado para o consumo humano, mas como um complemento para a dieta dos animais domésticos.

uma-industria-de-sal-como-voce-nunca-viu-blog-usenatureza

uma-industria-de-sal-como-voce-nunca-viu-sahara-blog-usenatureza

uma-industria-de-sal-como-voce-nunca-viu-teguidda-blog-usenatureza


O Cumulus Studio de arquitetura transformou a estrutura de uma antiga hidrelétrica da Tasmânia, na Austrália, em hotel. Com 12 suítes, The Pumphouse (a casa das bombas), é um edifício de concreto de três andares, originalmente construído para abrigar as turbinas hidráulicas.  Na outra ponta da construção, mais seis suítes, sala de estar e de jantar. O Shorehouse (casa de tarefas) é o prédio que anteriormente acomodava escritórios, manutenção e oficina para as turbinas.

Pump-House-Point-Cumulus-Studio-_dezeen_468_26

Pump-House-Point-Cumulus-Studio-_dezeen_468_16

Pump-House-Point-Cumulus-Studio-_dezeen_468_23

Pump-House-Point-Cumulus-Studio-_dezeen_468_25


No dia 22 de março de 1992, a Organização das Nações Unidas (ONU) criou o Dia Mundial da Água.

A data foi criada para conscientizar adultos e crianças sobre a importância da água para a nossa sobrevivência e de outros seres vivos, como os animais e as plantas. Além disso, a data relembra o uso sustentável desse recurso vital e a urgente necessidade de conservação dos ambientes aquáticos, evitando contaminação e poluição. Como resultado, espera-se que todos tenham uma melhor compreensão de como diminuir os impactos do exagero desse bem tão precioso.

Mas como devemos comemorar esta importante data? Não só neste dia, mas também nos outros 364 dias do ano precisamos tomar atitudes em nosso dia a dia que colaborem para a preservação e economia deste bem natural. Sugestões não faltam: não jogar lixo nos rios e lagos; economizar água nas atividades cotidianas (banho, escovação de dentes, lavagem de louças etc.); reutilizar a água em diversas situações; respeitar as regiões de mananciais e divulgar ideias ecológicas para amigos, parentes e outras pessoas.


O fotógrafo australiano Steve Axford se aventura em áreas florestais perto de sua casa em Nova Gales para fotografar as formas incomuns de cogumelos, fungos e etc. que encontra em crescimento. As diferentes cores, formas e tamanhos encontrados é uma prova da diversidade de criaturas que podem ser vistas em uma pequena área.

Axford suspeita que algumas das espécies que ele encontra podem ser desconhecidas para a ciência e que ele pode ter fotografado pela primeira vez.

cogumelos-como-voce-nunca-viu-steve-blog-usenatureza

cogumelos-como-voce-nunca-viu-axford-blog-usenatureza

cogumelos-como-voce-nunca-viu-blog-usenatureza


...23456...102030...