Usar abelhas para afastar elefantes dos terrenos cultivados é uma estratégia que foi adotada com sucesso em comunidades agrícolas na África.

como-fazendeiros-da-africa-usam-da-natureza-para-preservar-suas-plantacoes-blog-usenatureza

Os elefantes fazem longas migrações e cada vez mais atravessam áreas cultivadas por populações africanas, onde podem se tornar um perigo para os seres humanos.

Os elefantes têm medo de abelhas. Com base nisso, a bióloga britânica Lucy King desenvolveu um projeto inovador utilizando colméias como cercas para afastar os elefantes, ajudando a reduzir os conflitos entre o maior mamífero terrestre e os povos africanos. Interessante como a natureza pode ser uma grande aliada dos seres humanos

como-fazendeiros-da-africa-usam-da-natureza-para-preservar-suas-plantacoes-africa-mel-blog-usenatureza

como-fazendeiros-da-africa-usam-da-natureza-para-preservar-suas-plantacoes-africa-blog-usenatureza


Na Tailândia, monges da província de Sisaket, que fica próxima a Bangkok, construíram com as próprias mãos o templo onde vivem, utilizando apenas garrafas usadas! A coleta do material começou há 27 anos, mas os religiosos só iniciaram a construção quando juntaram algumas centenas de garrafas, necessárias para construir a torre principal do templo.templo-budista-construido-com-15-milhao-de-garrafas-tailandia-blog-usenatureza

Hoje, o Wat Pa Maha Chedi Kaew, também conhecido como “Templo de Um Milhão de Garrafas”, possui crematório, salas de oração, acomodações para os monges e até banheiros para os turistas, construídos apenas com as garrafas de vidro – e cimento, para garantir a sustentação das paredes.templo-budista-construido-com-15-milhao-de-garrafas-sisaket-blog-usenatureza

O templo budista virou atração turística no país e quem vai ao lugar para conhecer a edificação tem um dever: levar algumas garrafas  vazias, para garantir a ampliação do templo.


Em alguns países do mundo tudo o que se sabe são dos pontos turísticos, das belezas e das paisagens estonteantes. O que é ruim para as cidades e o restante do planeta é camuflado, literalmente, na fumaça.

A China, por exemplo, é conhecida por suas belas paisagens naturais. Mas isso não mostra o que está realmente acontecendo em outras partes do país, onde a poluição não recebe a atenção devida. A cidade de Beijing já se tornou notória pelas muitas nuvens de fumaça, que apresentam diversos riscos de saúde para qualquer pessoa que não faça uso de máscaras. Além disso, dejetos são jogados nos rios de maneira comum.

Os governantes juraram que irão se preocupar com esse problema, mas a mudança será difícil em um país em que a indústria cresce de maneira tão rápida.
chinaboychinadustchinaoil


A bicicleta é um excelente meio de transporte, especialmente por suas características relacionadas com a sustentabilidade: não polui e ajuda a manter a boa forma.

bicicleta-feita-a-partir-de-garrafa-pet-eco-friendly-muzzicycles-blog-usenaturezaPor o outro lado, as embalagens PET são um grande problema para as sociedades modernas: cada garrafa leva 10.000 anos para se decompor e hoje, com a quantidade de produtos embalados, há milhões de garrafas jogadas por todo o mundo. Muzzicycles é uma empresa brasileira que uniu essas duas questões em um projeto que usa 200 embalagens de garrafas PET para produzir uma bicicleta.bicicleta-feita-a-partir-de-garrafa-pet-eco-friendly-blog-usenaturezaJuan Muzzi, artista uruguaio foi o criador dessa iniciativa de transformar garrafas de plástico bicicletas. As garrafas de plástico começaram a ser usadas no Brasil em 1993. As embalagens PET em poucos anos tornaram-se um material altamente poluente com o grande volume de resíduos gerados e por levarem muitos anos para se decompor. Estes resíduos são alojados em rios e oceanos, e seus componentes afetam a saúde dos animais e dos seres humanos.bicicleta-feita-a-partir-de-garrafa-pet-blog-usenatureza

O projeto desenvolvido pela Muzzicycles trás grandes benefícios como a reutilização de garrafas PET; por ser ecologicamente correto; ser mais barato; não ter ferrugem, ter um design orgânico e confortável. Além disso, ser feita de misturas recicladas de resinas termoplásticas. Autossustentável, extrai menos ferro e minérios e causa menos danos a camada de ozônio.

A empresa brasileira fala desta iniciativa como o “cumprimento de uma utopia”.

 


12345...102030...