Uma pequena mudança que pode representar muito

Você já parou para pensar o quanto tempo passamos em nosso sono? Entre 25% e 33% de um dia funcional, ativo e agradável é utilizado dormindo. Isso significa que estamos em descanso por quase um terço das nossas vidas. E, nesse tempo todo, o ideal é dormir sem meias segundo indicações especializadas. 

Pois é, como uma parte tão essencial da nossa rotina, o sono merece toda a importância. Afinal, sem ele, é impossível estar bem-disposta e produtiva. Mas a falta de meias pode ser o que faltava para tornar esse tempo mais revigorante. Hoje você vai descobrir porque dormir sem meias pode transformar a sua vida e trazer mais energia ao cotidiano.

Com a palavra, o especialista 

Uma simples mudança de hábito (tirar as meias para dormir) pode revolucionar o nosso dia a dia, e quem nos revela esse segredo do sono é o neurologista francês Alexandre Aranda, em entrevista ao portal Madame Figaro.

Segundo ele, tirar as meias para dormir significa “dilatar os vasos sanguíneos e, assim, permitir a perda de temperatura”. “Se a meia não é respirável, a temperatura não vai cair”, complementa.

Mas por que ficar sem meias é importante? 

Uma boa noite de sono envolve muitos fatores, mas um dos mais importantes é regular a temperatura corporal. A temperatura do corpo precisa diminuir entre 0,5ºC e 0,8ºC, para sinalizar que é hora do descanso. 

“Estudos mostram que para dormir melhor, é preciso até tirar os pés da cama. Isto permite-lhe baixar ou regular a sua temperatura corporal, como fazem os bebês, que muitas vezes têm um pé ou uma mão lá fora”, também nos ensina Docteur Arana.

Inclusive, ele dá uma dica bem interessante para auxiliar nessa regulação da temperatura corporal durante o sono. O conselho é calçar as meias “30 a 90 minutos antes de ir para a cama” e, depois, tirá-las para o corpo proporcionar o equilíbrio da temperatura. Isso traz mais conforto para o sono.

Há quem diga o contrário 

Com certeza você já ouviu falar de alguém que só dorme de meias. Talvez, inclusive, você mesma seja essa pessoa. Então você pode gostar de saber que estudos em grupos reduzidos também mostram efeitos positivos de dormir sem estar descalça. Um exemplo é o Journal of Physiological Anthropology, que apontou “mais qualidade do sono” para 6 jovens que participaram de estudo sobre o tema.

Vale dizer que boa parte dos fatores que apontam o uso de meia como benéfico é mais voltado ao psicológico do que ao fisiológico propriamente dito. Dormir com ou sem meias depende de uma “capacidade de cada pessoa de regular sua temperatura [corporal] e de sua sensibilidade ao frio”, explica Francisco Puertas à BBC.

– 

No fim das contas, o importante é encontrar uma boa noite de sono. Para tal, o grande segredo é a regulação da temperatura, que em geral se ajusta melhor ao tirar as meias para dormir.

Também achamos que conforto, bem-estar, conexão e autocuidado são importantes em todos os momentos das nossas vidas. Sendo assim, que tal conferir o que a USENATUREZA tem a oferecer para você? É só clicar aqui!

Se você gostou do conteúdo e quer receber nossos artigos, não esqueça de se cadastrar na nossa newsletter. Deslize a tela para baixo e coloque seu email na caixa que está logo depois do “leia também” para se cadastrar.

Compartilhe a natureza!

Muitas vezes, menos é mais. Experimente essa sensação!

O tempo inteiro, somos bombardeados por anúncios. A todo momento há alguém pedindo para que você compre isso ou aquilo. Diante de tanta informação, muitas vezes agimos por instinto e não pensamos duas vezes. Mas existe uma máxima que está cada vez mais real: viver com menos é muito melhor. 

Hoje vamos parar e pensar um pouco no que é realmente importante, descobrir como menos é mais e entender o que pode ser deixado de lado.

Porque você não deve comprar certas coisas 

Muita gente liga o consumo com seus níveis de alegria. Mas existe uma forma diferente de ver o mundo na grande maioria das vezes.

“Felicidade através do consumismo é, sem dúvida, influenciada por muitos fatores externos que fazem um excelente trabalho em convencer todos nós que o materialismo é o verdadeiro caminho para a felicidade”, explica Bruno de Souza, especialista em minimalismo e criador do minimuslife.

Por outro lado, apostar em harmonia e conexão com o que realmente importa traz benefícios tremendos para o nosso bem-estar.

Isso quer dizer que não se deve comprar nada? 

Pelo contrário, o investimento deve ser no que faz bem e no que dura. Evitando o desnecessário e investindo no essencial, a vida ganha mais harmonia.

Motivos para viver com menos, mas melhor

Não existe uma lista definida de coisas que não se deve comprar. Tudo depende da utilidade para cada pessoa. O que para você é essencial, para outra pessoa pode ser apenas mais um e ficar subutilizado. Mas pensando a partir de alguns conceitos, fica fácil descobrir uma lista pessoal do que evitar para viver com menos e melhor.

O que vai usar apenas uma vez

Existem algumas perguntas que devemos fazer ao comprar algo. Saber a finalidade de algo nos faz perceber se aquilo é essencial, ou não.

Será que esse enfeite de festa vai ficar abandonado em seguida? Será que esse acessório vai ser usado apenas uma vez? Será que essa ferramenta só serve para isso e vai ficar guardada no fundo da gaveta? Se a resposta for sim para esse tipo de pergunta, então é melhor evitar a compra.

O que não deixa você feliz

As novas tendências e novidades tecnológicas trazem toda uma série de benefícios, mas também podem servir apenas como vetores de ansiedade.

Se um novo relógio, um novo celular ou algo assim vai facilitar o seu dia a dia, ele é necessário. Mas se tudo isso só vai servir para dar dores de cabeça, é melhor deixar para lá.

O que não é tão importante assim

Todos gastamos em futilidades, isso está estabelecido na nossa forma de lidar com o que está à nossa volta. Mas, apesar de comum, esse consumismo desenfreado pode ser bastante nocivo.

Será que comprar uma nova moldura para parede faz tanta diferença assim? Será que uma mesa nova é essencial? Se não é bem assim, o melhor é pensar duas vezes.

O que vai ser substituído

Às vezes, o provisório vem para cobrir um buraco simplesmente momentâneo. Mas como algo não essencial, pode ficar de fora da nossa vida. 

Quem nunca comprou uma mesinha de cabeceira ou algum móvel pensando “ano que vem eu vou trocar”? Isso acontece com todo mundo e com mais frequência do que precisa e pode ser evitado com facilidade.

O que pode ser descartado

Ser sustentável é ter mais conexão e se sentir em harmonia com o mundo. Sendo assim, usar e comprar o que vai ser jogado fora nos afasta do que nos faz bem. 

Formas de isopor, talheres de plástico, pratos descartáveis, papel alumínio etc. Não faltam exemplos de pequenos utensílios nada ecológicos que podemos viver sem.

O que faz mal para o seu corpo ou para sua saúde

Para finalizar a lista do que não se deve comprar, precisamos falar do que nos nutre e do que nos adoece. Em geral, sabemos muito bem qual é qual.

Alternativas mais saudáveis estão aí para nos beneficiar e devem ser usadas. Então, por mais difícil que seja deixar de lado o que é nocivo, o primeiro passo é não comprá-lo.

Gostou de descobrir o que não se deve comprar? Está em busca de adquirir apenas o essencial e o que traz benefícios? Então não esqueça de conferir o site da USENATUREZA, clicando aqui

Se você quer ver mais conteúdos como esse sempre, se cadastre na nossa newsletter. Deslize a tela para baixo e coloque seu email na caixa que está logo depois do “leia também” para se cadastrar na nossa newsletter.

Compartilhe a natureza!

Algumas ações podem transformar o seu dia a dia e proporcionar mais harmonia

Com um amontoado de tarefas, a correria de sempre torna muito difícil cuidar do próprio eu. Refletir ou se cuidar pode parecer algo bastante distante. Ao mesmo tempo, as atitudes que trazem felicidade dão uma impressão de dificuldade ou de exigir muito empenho e trazer mais cansaço a essa rotina. 

Mas não é bem assim. Existem pequenas ações que se encaixam no seu dia a dia com facilidade e fazem muito bem. Hoje você vai descobrir quais são os atos simples que você deveria fazer por si mesma diariamente.

Como começar a se fazer bem 

Um dos pontos é perceber a necessidade de pequenos ajustes na rotina para se sentir melhor. Com isso feito, fica tudo mais fácil. Existem ações 100% descomplicadas que todo mundo deveria fazer por si. Mas cada uma delas depende da própria pessoa.

“Há coisas que só tu podes fazer por ti, qualquer mudança que queiras fazer na tua vida começa sempre por ti e não há ninguém que te possa ajudar se tu não tiveres recetivo à mesma”, explicar Marta Arsénio, especialista portuguesa em desenvolvimento pessoal e criadora do Mindfeed.

Fazendo o bem a si mesma 

Mas isso não significa uma necessidade absoluta de atitudes radicais para que a mudança aconteça. Essas pequenas coisas tem o maior benefício de todos: te tornam cada vez mais satisfeita e realizada. Quem não quer algo simples e que te faça feliz?

As pequenas coisas que deveria fazer por você todo dia

1 – Tente estabelecer uma lista de tarefas para a sua rotina, isso vai fazer você se sentir mais produtiva e realizada ao final do dia.
2 – Se dê presentes vez ou outra, você merece.
3 – Cada dia é uma novidade, deixe o que afetou você no ontem e tente viver o hoje.
4 – Comece a tirar um tempo para si mesma, nem que sejam 10 minutos. Aproveite esse momento com algo que você goste e te faça bem.
5 – Deixe o celular de lado ao chegar em casa e não responda mensagens ou emails, a não ser em casos muito urgentes.
6 – O gostoso é se sentir bem, tenha uma alimentação que cuide da sua saúde mas que também te agrade e sacie.
7 – Crie uma rotina matinal para cuidar de si mesma. Seguí-la vai deixar você muito mais disposta.
8 – Dê atenção total ao que está fazendo em cada momento.
9 – Monte uma agenda e aproveite ela ao máximo, planejando os seus dias, mesmo os mais desgastantes dão a sensação de dever cumprido.
10 – Seja gentil com você mesma e com quem está a sua volta, reagir à negatividade só vai fazer com que você se contagie por ela.
11 – Fique o máximo de tempo possível com quem faz bem a você.
12 – Ao se sentir para baixo, faça algo que vai deixar alguém feliz.
13 – Sorria sempre que puder, uma boa gargalhada faz bem para a saúde mental.
14 – Entre em contato com a natureza sempre que possível. Espalhe plantas, faça o seu caminho para uma tarefa por um parque. Isso faz você se sentir conectada.

Sentir o simples no seu dia a dia é o que cuida da nossa essência e pequenas atitudes podem fazer isso por você. Então venha com a USENATUREZA tornar a sua rotina mais amigável!

Se você quer ter acesso a mais conteúdos como esse, não esqueça de se cadastrar na nossa newsletter. Então deslize a tela para baixo e coloque seu email na caixa que está logo depois do “leia também” para se cadastrar na nossa newsletter.

Compartilhe a natureza!

Uma nova tendência de decoração que pode harmonizar a sua casa 

Chegar em casa é algo que nos causa sensações. O retorno ao lar precisa ser agradável, afinal é o local para recarregar as energias, se preparar para um novo dia e encontrar harmonia. Um dos pontos, às vezes subestimado, mas que ajuda bastante nesse sentido é a decoração.

Quando feita com cuidado e carinho, de uma maneira elegante, o que orna a casa pode trazer benefícios que nem se imagina. Conexão e equilíbrio começam a fazer parte do dia a dia. Assim, o chegar em casa fica ainda mais gostoso.

Sabendo de tudo isso, nada melhor do que conhecermos um pouco mais sobre o estilo Japandi de decoração. Confira conosco e comece a adaptá-lo para a sua vida:

O que é o Estilo Japandi

Combinando o minimalismo japonês com a sofisticação da decoração escandinava, o Japandi é um novo conceito em design de interiores. “O estilo nórdico já conquistou os interiores por seu lado funcional, acolhedor e aconchegante. Enquanto isso, o espírito japonês oferece uma estética minimalista e certamente zen. Como você pode ver, “Japandi” é simplesmente a contração do Japão e da Escandinávia”, explica a especialista em tendências Deise Remus, criadora do WeFashionTrends.

Os benefícios do Japandi

O minimalismo e o zen que vem do Japão, a partir de uma abordagem chamada Wabi-sabi, encontram o aconchego e a modernidade que são base da decoração escandinava. A ideia é evitar excessos, pensar na funcionalidade e prezar pela sensação de conforto.

Ou seja, tudo o que você leva para a decoração do ambiente acaba se encaixando perfeitamente à rotina e trazendo um fôlego renovado para o seu dia a dia. É harmonia e conexão através da forma que você se relaciona com o seu lar.

Como adotar a harmonia Japandi em casa

Agora que você já sabe o que é o Japandi e como ele pode fazer bem para o seu dia a dia, nada melhor do que entender como adotar o estilo de decoração na sua casa. São 4 passos simples para adaptar o lar a esse tipo de design de interiores:

1 – Paleta de cores neutras

Os tons neutros são dados pelas cores sóbrias do estilo da Terra do Sol Nascente com as matizes suaves vindas do norte da Europa. O segredo está na combinação entre colorações claras (branco, bege, cinza claro e rosê) e escuras (azul, preto, verde militar e terrosos). Assim, é possível transmitir suavidade e harmonia, mas sem perder força e autenticidade.

2 – Materiais naturais

Madeira crua, terracota, cerâmica e fibras — como vime ou bambu — são alguns dos materiais que o Japandi pede para os móveis e objetos. Além disso, a busca é por mesclar o mais pesado com o mais leve. Por exemplo, estruturas de concreto ou metal se encaixam bem com texturas macias e tecidos naturais.

3 – O menos é mais

O minimalismo é de importância crucial para alcançar uma decoração Japandi interessante. Linhas retas, formas simples e priorização da funcionalidade dão muito mais leveza aos espaços.

4 – Trabalho artesanal

Diretamente do conceito do Wabi-sabi e da beleza da imperfeição, um toque de autenticidade ao Japandi pode ser dado através de objetos artesanais, móveis rústicos, palhas trançadas e peças antigas.

Quer começar a pôr o Japandi em prática na sua casa? Então não deixe de conferir a sessão de decoração da USENATUREZA e tenha um pouco mais de natureza, de suavidade e de elegância na sua casa. É só clicar aqui.

E se você quer receber mais conteúdos como esse, não esqueça de se cadastrar na nossa newsletter. Então deslize a tela para baixo e coloque seu email na caixa que está logo depois do “leia também” para se cadastrar na nossa newsletter.

Compartilhe a natureza!

Para você presentear com algo que faz bem 

As épocas de festas são sempre gostosas e emocionantes, afinal é reconfortante passar mais momentos com quem você gosta. Mas esse período também traz uma dificuldade bem comum. “O que dar de presente?” é uma das perguntas que mais nos fazemos.

A ideia é agradar e dar algo que a pessoa realmente use, não é mesmo? Sendo assim, ideias de presente sempre são bastante úteis. Hoje temos 7 ideias de presentes zen para você dar algo que faz bem.

Porque dar presentes zen

2020 foi o ano do espiritual, do zen e da reflexão. Com a necessidade de passar mais tempo em casa, cuidar do que está dentro de si e entrar em contato com o zen se tornou a melhor maneira de lidar com a situação.

“Viver o presente não era mais só uma escolha ou uma alternativa para a evolução pessoal, mas, de fato, a única saída. Não temos escolha senão aceitar e nos abrir às mudanças para o novo e para o aprendizado”, contou a coach Ana Raia para a Vogue Wellness sobre as mudanças que 2020 trouxeram para o autocuidado.

O bem que um presente pode fazer

Mas esse novo normal, mais conectado e com mais cuidado com a saúde mental, também trouxe benefícios. “Rezar, conectar-se do seu jeito com uma força maior, pedir guiança, escutar e praticar é um caminho para sair do medo e ir para a confiança”, explica Ana Raia. 

Se você percebeu a importância do zen esse ano e está cada vez mais em sintonia com o próprio eu, sabe que essa sensação não tem preço e simplesmente não há nada melhor do que compartilhar isso. Saúde mental nunca é um gasto, mas um investimento e um presente zen pode ser uma atitude singela que faz a diferença.

7 opções de presente para quem é zen

Agora que você já sabe como o zen está em alta e como dividir o wellness faz bem, vamos às ideias de presente! São opções em diversas faixas de valor para presentear quem importa para você com algo que vai fazer bem. Confira:

1 – Óleo Essencial Copaíba

A aromaterapia é uma das melhores formas de reequilibrar as energias internas, proporcionando reflexão e conexão. Perfeito para um momento mais zen!

Valor: R$ 33,00

Clique aqui e confira

2 – Loção Tônica Facial ECOCERT

Mais que um simples cosmético, uma opção de cuidado e de beleza com certificado ECOCERT 100% vegana ajuda a estabelecer um contato profundo com você mesma.

Valor: R$ 38,00

Clique aqui e confira 

3 – Sais de Banho Floral Spa

Um bom e longo banho de banheira pode ser um momento de meditação e contato com interior incrível. Ainda mais com a ajuda de sais de banho orgânicos, perfumados e naturais.

Valor: R$ 48,00

Clique aqui e confira

4 – Vela Massagem Revitalizante

A massagem e o zen estão intrinsecamente ligados, como a reflexologia e o shiatsu estão aí para provar. Então que tal dar um aroma diferente a esse momento?

Valor: R$ 52,00

Clique aqui e confira

5 – Óleo Essencial Bergamota

Com propriedades estimulantes e relaxantes, o óleo de bergamota é especialmente potente para promover equilíbrio e pode ser um presente incrível.

Valor: R$ 72,00

Clique aqui e confira 

6 – Sacola Amiga-Eco Desperdício Zero

As ecobags se transformaram em uma necessidade para o dia a dia. Sendo assim, um pouco de conexão com a natureza e com o sustentável cai muito bem.

Valor: R$ 75,00

Clique aqui e confira

7 – Kaftan Limão Siciliano

Nada mais importante para o bem-estar do que algo que está com você o dia inteiro, como o que você está vestindo. A conexão e o zen também podem vir em forma de conforto para o dia a dia.

Valor: R$ 189,00

Clique aqui e confira

 

Gostou das ideias de presente? Quer continuar recebendo artigos como esse? Então role a tela até embaixo e coloque seu email na caixa que está logo abaixo do “leia também” para se cadastrar na nossa newsletter.

Compartilhe a natureza!

O ESSENCIAL DEIXA A VIDA MAIS SIMPLES E LEVE DE SE VIVER. EXPERIMENTE!

Na lista do que fazer, você já se sentiu sobrecarregada de tarefas e sem saber o que priorizar? Então o artigo de hoje pode te ajudar! Descobrir o que é essencial pode ser a diferença entre ficar esmagada com as responsabilidades e lidar com tudo da melhor forma possível.

Hoje você vai ver o que é indispensável na sua vida para poder eliminar o que sobra, priorizando o que tem real importância. Pode até parecer algo um pouco abstrato, mas é simples e tem benefícios práticos no seu dia a dia. Confira!

Descobrindo o essencial

Especialista em minimalismo e mentora de cursos sobre o tema, a portuguesa Cláudia Ganhão o define da seguinte forma: “O essencial é o que é mais importante de tudo na nossa vida, o que nos faz sorrir, o que nos dá prazer, a razão da nossa existência, onde e com quem queremos passar o nosso tempo, o que nos faz bem, o que não podemos passar sem”.

Mas ela ainda complementa sobre a flexibilidade do que está na essência: “Assim sendo, ele varia de pessoa para pessoa, não tem regras definidas, não nos é imposto pela sociedade, não segue nenhum padrão, é algo só nosso, pessoal e intransmissível!”

Como definir o que é essencial

Aqui entra um pequeno esforço individual. É a partir de exercícios de reflexão e tomada de consciência que se torna possível entender o que realmente é vital para você. Pode não ser imediato, como boa parte dos processos de transformação interna, mas com certeza a recompensa vale a pena.

Use da introspecção e do pensamento para listar o que importa para você. Muitas pessoas podem se perguntar: “o que ganho por definir o essencial?”. O fato é que, quando isso é bem definido e resolvido para você, finalmente se torna possível desapegar do peso extra e viver uma vida mais leve.

Não saber pode te prejudicar

Os gastos e os custos de não definir o essencial são imensos! Existe o prejuízo emocional de se estressar com o dispensável e deixar de lado o que mais interessa por simplesmente não perceber. Além disso, muitas pessoas gastam tempo e dinheiro com aquilo que poderiam desapegar.

Eliminar o que não nos faz bem torna a vida mais simples e feliz. Retirar o que causa mal estar e preocupação acrescenta valores. Podem ser pessoas, obrigações, tarefas, compromissos e várias outras opções, basta fechar a porta para o que faz mal e focar no que há de realmente relevante para ter mais qualidade de vida.

O essencial para você!

Lembre-se que o que mais importa é sempre pessoal e algo que faz bem. Muitas vezes, ele é palpável e dá um toque de leveza no dia a dia. Uma nova peça de roupa, um quadro, uma planta… O crucial é ter leveza e fazer você feliz. Então venha descobrir um novo essencial para você na USENATUREZA!

 –

Descobriu a relevância de descobrir o que é essencial? Quer receber mais artigos como esse? Então é só arrastar para baixo, colocar seu nome e email na caixa que está logo abaixo do “leia também” e se cadastrar na nossa newsletter.

Compartilhe a natureza!