Trabalhar desta forma, como Hussein Chalayan e Moritz Waldemeyer trabalham, é um sonho para quem cria, unindo elementos da mecatrônica e do design aplicados à moda, arquitetura e à música. Muitos contatos já fiz para tentar fazer parcerias e desenvolver roupas como estas.

ZZ3ED78EB9

ZZ2232ABB7

Fui para Recife falar com o professor e pesquisador Petrus D’Amorim Santa-Cruz Oliveira da Universidade Federal de Pernambuco, ele desenvolve um trabalho muito bom com nanotecnologia. Também fiz contato com o Eduardo Gurman, brasileiro que participou da equipe de efeitos especiais dos filmes Matrix Reloaded, Matrix Evolutions, da série Animatrix e ainda do jogo Enter the Matrix.
Esses foram, entre tantos outros, contatos frustrados que fiz e que talvez por falta de tempo e investimento de ambas as partes não se realizaram.

Não é fácil porque vivemos em um país que não tem o hábito de desenvolver ou criar novos processos ou novas tecnologias, geralmente as empresas não querem investir dinheiro nisso, acham mais fácil copiar o que é feito fora do Brasil.

Não estou falando só de moda, mas de novas tecnologias na área têxtil e em outros segmentos também.

É uma pena que continuaremos exportando commodities e importando produtos manufaturados, uma mentalidade de país de terceiro mundo. Enfim, vamos fazendo, fazendo e fazendo… Trabalhando muito para tentar reverter essa cultura.

Eu vou continuar a trabalhar os conceitos na passarela sonhando que um dia eles possam virar realidade.

Jefferson.

Compartilhe a natureza!