Tudo em excesso faz mal

Quem nunca se impressionou com uma nova função de um celular? Pois é, o smartphone é um apetrecho tecnológico que veio para ajudar de maneiras que nunca poderíamos imaginar. Porém, nem tudo são flores. Seu uso, especialmente em excesso, também pode causar problemas.

Muitas vezes podemos sentir dores pelo corpo sem ter ideia de onde ela possa ter vindo. E nosso aparelhinho mágico pode ser o culpado de algumas delas. Hoje vamos descobrir como o celular pode machucar e quais são as maiores lesões tecnológicas.

Celulares fazem parte do nosso dia a dia 

Um levantamento da FGV (Fundação Getúlio Vargas) trouxe a informação de que, já em 2019, existiam mais de 230 milhões de celulares no Brasil. A proporção é de, em média, mais do que 1 smartphone por habitante, com uma tendência de alta. Outro estudo, feito pela empresa inglesa de tecnologia Tecmark, conta que olhamos 200 vezes por dia para o nosso smartphone, pelo menos.

As principais lesões tecnológicas 

Ou seja, o uso é extremamente popular e em larguíssima escala. Por outro lado, é interessante saber que, apesar de ser um comportamento tão corriqueiro, ele pode trazer machucados e contusões.

“As tensões musculares provocadas pela má postura podem gerar processos inflamatórios que levam a dores intensas e crônicas”, explica a ortopedista e professora de medicina Alessandra Masi. 

Diante desses riscos, nada melhor do que descobrirmos quais são as dores mais comuns que um mobile pode provocar.

1. Dores no pescoço (Text Neck) 

Ao olhar para a tela do nosso smartphone, inconscientemente voltamos nosso olhar para baixo por algum motivo. Pelo menos, esse é a maneira que a grande maioria das pessoas usa seu apetrecho. Porém essa virada para o chão, principalmente por longos períodos, pode ocasionar em lesões.

Quem mais sofre, nesse caso, é o pescoço. Isso porque ele fica tensionado de uma maneira não natural para uma posição em que está pouco acostumado. Dores musculares, tendões comprimidos e, até mesmo, rugas podem se formar por conta disso. A melhor forma de evitar é tentar trazer o seu celular para a altura dos olhos ao utilizá-lo.

2. Vista cansada (Digital Eye Strain)

Essa é comum também por conta dos celulares, mas está além deles. Isso porque as telas fazem parte da nossa vida de maneira contínua. Se não estamos vendo nossos smartphones, há sempre a tela de uma TV ou computador para atrair nossos olhos.

A intensidade da luz e algumas frequências podem causar tensão ocular, dores de cabeça e visão turva. Mas há maneiras de diminuir esses efeitos. 

Uma delas é tentar piscar com mais regularidade. Outra seria aplicar a regra do 20-20-20, bem explicada pela especialista portuguesa Cláudia Ganhão: “por cada 20 minutos a olhar para um ecrã, olhar para um objecto a 20 pés de distância (6 metros) durante 20 segundos”.

3. Irritação nos polegares (Smartphone Thumb)

Estamos sempre digitando no celular. Seja para responder mensagens, pesquisar no navegador ou escrever e-mails, essa é uma das tarefas mais contínuas no uso do aparelho. Mas tal movimento pode ser responsável por outro tipo de contusão.

O esforço repetitivo, ainda mais com uma tensão exagerada, causa irritação e inflamação nos polegares. O ponto mais afetado é a lateral externa. Mas fugir do machucado conhecido como Smartphone Thumb é uma das coisas mais simples, basta fazer pausas regulares e pequenos alongamentos na região. Bolsa de gelo e analgésicos também são recomendados.

Isso quer dizer que devemos abandonar os celulares?

Não é bem assim. Os aparelhos inteligentes são muito úteis e é normal que façam parte da nossa vida. Por outro lado, é importante utilizá-los de maneira consciente, conhecendo os riscos e sabendo a forma de evitá-los. Sempre tendo em mente, também, que o maior mal de todos está no excesso, sendo ele o maior responsável pelas lesões.

– 

Gostou de conhecer os riscos das lesões tecnológicas? Quer receber mais artigos sobre vida simples, natureza e bem-estar? Então cadastre-se na nossa newsletter.

Uma vida de mais harmonia é tudo o que a gente mais deseja. Amamos a natureza e queremos compartilhar isso com você! Então não deixe de experimentar a USENATUREZA. Clique aqui e conheça a nossa loja.

Compartilhe a natureza!