Jacob Livengood pode não ser um nome conhecido no mundo da arte, mas, as suas pinturas revelam o seu enorme potencial artístico. A quantidade de detalhes no trabalho deste pintor americano é estonteante. Milhares de pequenas bolhas dão forma e circundam personagens estranhos e abstratos.

Presença constante e vibrante, um mar de cor inunda os quadros e uma sensação de fluidez inunda o observador, dando vida às pinturas. É interessante notar que algumas peças transmitem um sentimento acolhedor, de felicidade, enquanto que outras parecem saídas de um imaginário mais negro, mais travesso. Remetem, pois, para universos distintos, ora de doces e crianças, ora de heróis e vilões.

Este tipo de arte diz muito acerca do seu autor e estabelece ligação com o observador. Todos passam pela infância. Não que estes trabalhos sejam infantis, nada disso! Mostram, sim, a criança que há em todos nós e o mundo fantástico que somos capazes de criar. O que as pinturas de Livengood fazem é deixar a descoberto essa complexidade, essa realidade alterada, misto de inocência e malícia, as duas faces de uma mesma moeda.

É um ato de coragem, na verdade. Mostrar ao mundo os amigos imaginários que povoam a mente, ou exorcizar os demônios interiores pela arte. É pura audácia, e a arte é isso mesmo.

Equipe Jefferson Kulig.

ZZ6790A49C

ZZ065BF467

Compartilhe a natureza!