Chanel é Paris, e Paris é Chanel. Nenhuma outra marca é tão representativa do glamour e romantismo da cidade luz. Da mais requintada alta-costura aos magníficos acessórios e à perfumaria, a própria Madame Coco Chanel não poderia imaginar o sucesso e a longevidade que teria, e quão inoperacional viria a ser a marca que carrega o seu nome.

Justamente inspirada pela lendária marca francesa, Jin Young Jo, estudante de design da Universidade Hongik na Coréia do Sul, criou o conceito para um carro de sonho, o Chanel ‘Fiole’. Este projeto, que constitui o trabalho de final de curso de Jin, destaca-se, não pela tecnologia revolucionária que poderia integrar, mas sim pelo puro design, linhas simples, aerodinâmica perfeita e inegável beleza.

Como não poderia deixar de ser, as cores base são o preto e o branco. Linhas-mestras mais que estabelecidas da identidade Chanel, cujo contraste realça a simplicidade que define a estilista, e que rege ainda hoje o seu legado.

Os faróis, igualmente elegantes, adquirem uma forma linear que se funde com as linhas do carro. O amplo interior pode acomodar três ocupantes, dois posicionados à frente, e um terceiro um pouco mais atrás, numa posição central que proporciona uma visibilidade pouco comum em assentos traseiros. O monograma da marca foi reproduzido despretensiosamente nas jantes e na pintura do tejadilho. Já na frente do veículo, de uma forma especial: cravejado de cristais. São muitos os pontos de interesse visual.

Porém, a característica mais marcante do ‘Fiole’ é a cobertura das suas rodas traseiras, a qual completa o seu aspecto fluido e lembra as camadas, e camadas, de tecido de um magnífico vestido Chanel envolvendo o corpo. Pouco mais há a dizer, mas muito para ver. Entre esboços e vídeo, a exposição do projeto fala por si. (Melhor que muitos anúncios a carros reais!)

Um pouco por todo o mundo, amantes de automóveis e discípulos Chanel apreciaram muito este design, pela sua funcionalidade, estilo, prestígio e aspecto magníficos. Talvez um dia, o Fiole salte do esboço acadêmico, e o possamos ver na estrada como mais uma ramificação e peça iconográfica de uma das marcas mais famosas do mundo.

Equipe Jefferson Kulig.

Compartilhe a natureza!