2004

Em seu segundo desfile na São Paulo Fashion Week, o estilista Jefferson Kulig continuou fazendo moda carregada de pesquisa e conceitos da física.

Assim como sua estréia no evento na edição passada, o estilista continuou usando a ciência como elemento para criar moda.
O desfile começou mostrando a primeira das leis de Newton, a da inércia. Uma das modelos entrou segurando uma maçã e ficou parada na passarela. Ao ser movida por uma outra força em movimento –a chegada de outra modelo–, deixa a maçã cair no chão. Assim começou o desfile.

E a Lei da Força apareceu também  nas molas tensionadas que fizeram o papel de mangas de vestidos ligando uma peça à outra.

O teoremas e os cálculos apareceram de forma explícita na primeira série de roupas por meio das estampas aplicadas nas blusas.

Silhuetas justas e o uso de poucas cores arremataram o desfile conciso e conceitual de Kulig.

Texto: Folha de são Paulo – 04/07/2003

Compartilhe a natureza!