A novidade de Amsterdã, na Holanda, é o bairro de IJburg, um novo distrito de com casas sobre a água, com mais de 20 mil habitantes. Uma série de ilhas artificiais têm sido construídas no Lago IJmeer, pelo escritório Architecten bureau Marlies Rohmer, no leste da cidade com objetivo de criar moradias perto do centro, já sem capacidade de abrigar a crescente população. Nas ilhas, as casas flutuantes são edificadas a partir de um tanque de concreto que fica submerso. O térreo abriga cozinha e sala de jantar. Os quartos e o banheiro ficam num setor parcialmente submerso, já a sala de estar fica conectada a um terraço aberto, mas esta planta é flexível  Bares, restaurantes e escritórios – além de moradias – já existem, e quando terminado, o bairro deverá abrigar 45.000 moradores e gerar 12.000 empregos.

as-casas-flutuantes-holandesas-blog-usenatureza as-casas-flutuantes-blog-usenatureza as-casas-flutuantes-holandesas-noite-blog-usenatureza

Compartilhe a natureza!