Imagine se o principal símbolo de Paris se transformasse em uma “árvore gigante” para servir como exemplo mundial de monumento sustentável.

.

paris.

Se você nunca pensou nisso, outros pensaram, desenharam e ainda calcularam quanto custaria para fazer isso acontecer. A imagem acima é parte de um ambicioso projeto da empresa francesa de engenharia ambiental,  Ginger Group para converter a Torre Eiffel em um modelo vanguardista do ecoturismo.
A ideia prevê a instalação de uma “manta” verde de 600 mil mudas de plantas ao longo da estrutura, que tem 327 metros de altura.
Com a cobertura verde, a Torre Eiffel ajudaria a retirar CO2 da atmosfera, já que emitiria 84,2 mil toneladas de CO2 e absorveria 87,8 mil toneladas, gerando um saldo positivo de carbono. Uma vez instaladas as plantas, a evolução e o desempenho ecológico da cobertura receberia acompanhamento constante e avaliação de cientistas e pesquisadores.
Até agora, a prefeitura de Paris não deu luz verde para execução da empreitada, que já tem recebido críticas de franceses e turistas. Qualquer que seja a decisão da câmara de Paris, os sete milhões de visitantes anuais da Torre Eiffel poderão ficar tranquilos quanto à permanência do famoso brilho do monumento. As plantas receberiam vários pontos de iluminação com lâmpadas LED.

.

www.exame.abril.com.br

.

Jefferson Kulig