Cada estação do ano surge novas modalidades de esporte. A maioria delas envolve mar, praia e natureza. Com esse calor, então, nada melhor do que viver ao ar livre!

Os mais aventureiros sempre procuram maneiras inusitadas de se divertir e aproveitar o tempo livre das férias. A nova sensação é o hydrospeeding, que é praticado nas geleiras.

O esportista desliza em cima de uma prancha parecida com aquelas de bodyboard. O nível de aventura é no máximo! Claude-Alain Gailland e Gilles Janin embarcaram nessa e percorreram sete quilômetros da geleira de Aletsch, na Suíça. Veja só a aventura:

geloblog3

geloblog

geloblog2

Fotos: David Carlier / Caters News


5 mulheres, mais 1.300 cães que consomem 400 kg de comida. O resultado dessa soma é o afeto e a dedicação dessas mulheres chinesas, que alimentam cachorros de rua.

Por eles, as cuidadoras levantam às 4 horas da manhã e chegam até mesmo a comemorar a virada de ano ao seu lado. Essa rotina é vivenciada há seis anos com cuidados cada vez melhores para com esses caninos sortudos.

O grupo admite: os cachorros nem sempre são amáveis. No entanto, elas amam os bichinhos como se fossem suas crianças. Já que os cachorros não são chamados de “melhores amigos do homem” por nada, não é? O interesse é mútuo.

china

chinajj

chinajjj

chinajjjj

chinajjjjj

Fotos: Reprodução


Foi construído em Turim, na Itália, um edifício com cinco apartamentos por andar que protege seus moradores das poluições sonora e do ar. Projetado pelo arquiteto Luciano Pia, o projeto tem árvores e plantas desde a base do prédio até os andares mais altos, invadindo assim o perímetro urbano da cidade.

Neste projeto, aproximadamente 150 árvores absorvem cerca de 200 mil litros de dióxido de carbono por hora. E esta absorção trás uma proteção natural para os moradores, ajudando a eliminar os gases nocivos dos carros e os barulhos da rua.

A construção possui 63 unidades, e cada uma delas se beneficia da vegetação pelas paredes e janelas. E as espécies das plantas também foram escolhidas a dedo para proporcionar uma grande variedade de cores, folhas e flores, para assim trazer vida a Turim.

Foto: Reprodução


Um estudo americano mostrou que passar ao menos quatro dias em contato com a natureza, longe de dispositivos tecnológicos e internet traz benefícios como o aumento da criatividade em 50%. Para David Strayer, professor de psicologia na Universidade do Utah e autor do estudo, estes resultados provam que “enterrar-se em frente a um computador 24 horas por dia, sete dias por semana, tem custos que podem ser remediados com um passeio na natureza”. Na pesquisa, 56 participantes ficaram  durante quatro a seis dias, em passeios na natureza nos estados do Alasca, Colorado, Maine e Washington, nos quais não era permitida a utilização de aparelhos eletrônicos. 24 fizeram um teste de criatividade com dez perguntas antes de iniciarem o passeio e os outros 32 realizaram o mesmo teste na manhã do quarto dia. As pessoas que já estavam há quatro dias na natureza tiveram uma média de 6,08 perguntas certas, enquanto os outros  tiveram apenas 4,14. O estudo ainda não esclarece se o efeito se deve à natureza, à ausência de tecnologia ou à combinação de ambos os fatores.

passar-4-dias-na-natureza-sem-tecnologias-aumenta-a-criatividade-rio-blog-usenatureza

passar-4-dias-na-natureza-sem-tecnologias-aumenta-a-criatividade-blog-usenatureza

passar-4-dias-na-natureza-sem-tecnologias-aumenta-a-criatividade-pessoas-blog-usenatureza


12345...102030...